•  

    2 de abril de 2015
  • 24 de março de 2015
  • LETRA

    Passeando em minha mente vou tentando me encontrar

    Já são cinco da manhã, eu preciso descançar

    Mas eu tenho uma batalha que eu preciso escrever

    Inventar algo engraçado para alguém querer me ver

    Ganhar alguns trocados para te fazer sorrir

    Talvez com esse dinheiro eu consiga dormir

    Mas a vida vai passando é difícil de entender

    O que é sonho, o que é trabalho, o que a gente nasceu para ser

    9 da manhã, você sabe como é

    Encontrar uma meneira para me manter em pé

    idéias no papel e um gosto de café

    O dia tá tão bonito que eu queria dar um rolé

    Mas o tempo curto, o sonho é grande

    A cada dia ele fica um pouquinho mais distante

    E quando chega aquela hora que eu penso em desistir

    Eu lembro daquele rap que vou fazer você rir

    Eu vou fazer para você rir

    7 da noite, alguns textos escritos

    Ela chega em casa, tudo fica colorido

    O controle do playstation vira o do Netflix

    Com a única pessoa que me tira da Matrix

    O seu dia foi legal, o meu foi mais ou menos

    Como a gente se incomoda com problemas tão pequenos

    Com ela do meu eu não vejo o tempo passar,

    Já são cinco da manhã e eu preciso descansar

    Porque eu tenho uma batalha que eu preciso escrever

    Inventar algo engraçado para alguém querer me ver

    Porque eu tenho uma batalha que eu preciso escrever

    Inventar algo engraçado para alguém querer me ver

    Será que alguém vai querer ver

    16 de março de 2015

  • Não tenho tempo pra gastar com traficantes imundos
    Sou o presidente da maior potência do mundo
    Não precisei de um voto, não fico escondido
    Sabendo usar o sistema cê tá sempre protegido
    Cê destruiu a vida dos que te amaram, com certeza
    É por isso que eu digo, ter família é uma fraqueza
    Mas onde você errou, eu sem dúvida acertei
    Meu futuro é grandioso, eu nasci para ser rei
    Destruo quem tá no caminho, não importa quem for
    Acabo com meus inimigos, mais letal que um tumor

    Química é o estudo da matéria e da mudança
    Meu nível de mother fucker, ninguém alcança
    Você roubou a presidencia da porra de um roxo
    A meta anfetamina é azul, mas seu futuro é roxo
    Não a vitória, quando a batalha é contra mim
    Vou te deixar desfigurado, igual fiz com Gus Fring
    A vida desde cedo é uma sentença de morte
    Então vem Frank, tenta a sua sorte
    Você pode estar vivo mas a sua alma tá morta
    Eu sou o perigo, aquele que bate a porta
    Vou te dar mais uma chance, pega suas coisas e some
    Você sabe com quem fala então diga o meu nome

    Walt, calma, vamos conversar
    Eu tenho uma proposta que cê não vai recusar
    Ele não sabe o que fala, o medo cegou seu julgamento
    Agora entro com a melhor rima pro momento
    Acho que discutir seria uma perda de tempo
    Nós devíamos nos juntar e unir nossos talentos
    Eu gosto de deixar o inimigo bem perto
    Sua reposta vai ser sim, e seu fim vai ser certo
    Vamos lá Walt, o que eu aprendi eu te mostro
    Nosso império vai ser invensível, Isso eu aposto

    O meu nome é Heisenberg, e vou passar sua proposta

    Minha jornada é uma só, e eu nunca perdi uma aposta

    Essa não era a resposta que eu estava esperando

    Infelizmente Heisenberg terei que mudar de planos

    Eu contratei 2 assassinos para te destruir

    E acredite quando eu digo seu império vai ruir
    Não existe redenção, não tem como fugir
    Agora eu pergunto quem vai sair vivo daqui?

    9 de março de 2015
  • LETRA

    Disney contra Mônica, cê tá de brincadeira

    Mickey é qualquer infância, inclusive a brasileira

    Faço tudo com cuidado, presta atenção no som

    Criei Pateta, Rei Leão e inclusive o Davy Jones

    Um mundo de magia, arte em sua perfeição

    Faço do movimento, um balé de cores e emoção

    E hoje o meu legado eu conto em bilhões

    Com meus parques e filmes que arrastam multidões

    O maior empreendedor que o mundo já conheceu

    Quem tenta competir comigo sabe que já perdeu

    Fica Frio Disney ou devo dizer congelado?

    Comparar você comigo? Eu acho um pouco complicado

    Com os impostos do Brasil, você jogava a toalha

    É difícil ser Tio Patinhas num país de metralha

    Mas eu consegui com o suor de quem trabalha

    Nenhum rato em preto e branco derruba essa muralha

    Seus desenhos são esquisitos, sua lógica é falsa

    Um Mickey sem camisa e um Donald sem calça

    Os novos personagens foi a Pixar quem criou,

    Então sai dessa batalha e chama o Jobs faz favor

    Sobrevivi a depressão e você vem falar de imposto

    Se te conhecesse antes, teria morrido de desgosto

    Muitas das suas técnicas que você usa fui eu que inventei,

    Se nascesse do Brasil ainda me daria bem

    O primeiro bilionário chamado Valdisnei

    Eu derrubo essa muralha só chamando o Iron Man

    Meu produto é perfeito, um gênio incomparável

    Eu mudei toda e industria e ainda sou dono Marvel

    Você até fez direitinho, mas é só um aprendiz

    Desiste da batalha e vai lutar contra o Asterix

    Você falar em Marvel? Não me faça rir

    Se é para elogiar alguém eu elogio o Stan Lee

    Minhas histórias vão a fundo na cultura brasileira

    Na vida da criançada e as suas brincadeiras

    No Brasil ser classe média não vem de mão beijada

    E Orlando é só um sonho porque aqui ninguém tem nada

    Quer falar de sucesso, então entende o sofrimento

    Igual Orácio, de filosofia eu me alimento

    Zé carioca não é Brasil, isso eu digo com lamento

    O verdadeiro Brasil tá na historia do Chico Bento

    8 de fevereiro de 2015
  • Chaves na Inglaterra, não quer dizer nada

    Com uma varinha e um feitiço eu crio uma bola quadrada

    Eu sou o escolhido, menino que sobreviveu

    Cê mora numa vizinhança e nada mais aconteceu?

    Destrui aquele que não deve ser nomeado

    Você não sabe o que eu sofri pelo nome que foi me dado

    E hoje sou auror, as trevas perdem o sono

    Essa vitória vai ser memória no meu Expecto patrono

    Minha história é de bravura, crescimento e dor

    A sua são piadas bobas num cenário de isopor

    Você fala da sua vida como se fosse anomalia

    Vai tentar ser orfão sem saber usar magia

    Quando criança era fofo, mas depois virou anão

    Tá mais para Hobbit que bruxo, chega até a dar depressão

    Escolhido é o Neo, você é só mais um

    Entre você e o Dumbledore prefiro a do 71

    Destruo você e aquele ginger a qualquer segundo

    E levo a Emma Watson para um sanduíche de presunto

    Comparar você comigo, para mim é um insulto

    Foda-se Hogwart, eu vou para acapulco

    Você fala do Roni, mas o Quico é um mongol

    Essa batalha tá mais fácil que entender o quadribol

    Eu tenho uma legião de fãs, fanfics e seguidores

    E to aqui perdendo tempo batalhando amadores

    A minha história eterna, vai todo mundo ler

    A sua vai acabar quando falir o SBT

    Não tenta Compara TV com uma obra literária,

    Volta lá pro Seu Madruga e sua estrutura precária

    Você fala de si mesmo com bastante arrogância

    Mas não passa de um adulto vestido de criança

    Seu inimigo é o Michael Jackson e você quer tirar onda?

    Um  inglês que saiu do armário e conversa com anacondas

    Vai voltar arrependido com as suas orelhas fartas,

    com sua varinha ruída e uma vassoura entre as patas

    Você não faz idéia do que é eternidade

    Eu to aqui desde 70, meu legado é de verdade

    Eu trago alegria, a gente sofrida

    Futuros madrugas que vão batalhar por toda vida

    Representei bem o que veio e o que está por vir

    Aqui termino meu caminho e hoje eu faço o céu rir

    19 de janeiro de 2015
  • LETRA

    A arte anda assim amigos, uma anomalia

    Atrasado, anti-herói, amante da anarquia

    Baita besteira, boatos de botecos

    Bolaños, bolado, barrigas, bonecos

    Cada cavaleiro caindo no concreto

    Chego no céu, caço o certo

    Discreto, distouo daqueles dali

    Direto, detesto e duvido daqui

    Épico epilogo, uma epidemia

    Escrevo estruturas, estórias, etnias

    Filhos, famintos, focados na falha

    Faço do feito o fim, a Farfalha

    Ganho de goleada, a gente se garante

    Gente genuína gera gestos gigantescos

    Do hábito a honra, histórias de horror

    Um Hobbit, um hipster, Honesto no humor,

    Um Integrante indispensável, um insight Inovodor

    Invado intelectos, invento o inventor

    Justifico o jogo,  jingles no Jantar

    De julho a janeiro, o jeito é Juntar

    A King, a Knight, Kenan & Kel

    Karate Kid, Kirby, Kal-El

    Lucrando de longe, levando de lado

    Ligando like Lego, levanto um legado

    Momentos, mentiras, o mundo é a Matrix

    Mirando na Marvel mudando a matriz

    Novo, nacional, norma, ninhada

    Nunca, ninguém, neca, nada

    Observo, olho, ouço, owno

    One, Oráculo, “Yoko Ono”

    Poemas perdidos, piratas, papel

    Um pobre palhaço pedindo um pincel

    Questiono quieto, quase um quadro

    Quente, quântico, quatro ao quadrado (42)

    O rato roeu a roupa do rei

    Roma não rolou, eu remarquei

    Sonhando sempre, simples, seco

    Sigo sorridente, sentindo o sossego

    Troco de terno, um Tiro no teto

    Transcendo no tempo, transformo o Trajeto

    O universo é Um, unido, Ultron

    Único, Universal, urrando em unisom

    Viajo na voz, voando ao vento

    Viral e veloz no vídeo vai vendo

    The Wild Wild West, Will Smith,  Wall-E

    We are a Wonder Wall wannabe

    Xerox xingando em “CarioqueiX”

    Xinforínfola, Xeque-Mate, Xadrez

    Young all year, yoshi, Yeti

    “A Youtuber you are” Yoda yalling

    Zanzando, zumbi, zueira zunida

     Zigmoud Zen, eu zerei a vida

    22 de dezembro de 2014
  • dcthumbNesse episódio conversamos sobre os novos filmes da DC.

     

    Para Assinar o nosso podcast, clique aqui
    18 de dezembro de 2014
  • artechabespsyNesse episódio conversamos sobre a morte do Roberto Gómez Bolaños, Star Wars – The Force Awakens e sobre o PSY ter quebrado o algoritmo do Youtube.

     

    Para Assinar o nosso podcast, clique aqui
    9 de dezembro de 2014
  • LETRA

    Eu to de férias, eu to de férias

    De férias nessa porra e você não tá

    Tá imprimindo papel enquanto eu jogo GTA

    To na praia fazendo meu castelo de areia

    To em casa de meia vendo A Pequena Sereia

    É tanto tempo livre, chega a ser um problema

    TV ou video game é o meu grande dilema

    Então eu jogo na cara

    Falo com orgulho

    Eu to de féria e comprei uma roupa de mergulho

    Dormindo até tarde no meu cobertor de lã

    Enquanto cê tá no trabalho as oito horas da manhã

    O meu único esforço é postar foto no Instagram

    As minhas férias tão tão boas que eu peguei a sua irmã

    Eu to de férias, eu to de férias

    Eu passo os meus dias olhando pro teto

    E quando eu encho o saco, eu olho pro chão

    Eu to de capacete, igual o Magneto

    Passeando de bike, esperando o verão

    Os dias vão passando e tá sempre tudo bem

    Na praia sem utilidade igual o Aquaman

    Porque eu to de férias, pode acreditar

    Enquanto eu descanso, cê vai ter que trabalhar

    Eu to de férias, eu to de férias

    Quando eu to de férias é tudo muito louco

    Eu cai da bicicleta e machuquei um pouco

    Quando eu to de férias nem me ligo em escrever

    Eu vou rimando nam na naru na na

    Quando eu to de férias passo tempo com meus pais

    Porque também é importante e eles são legais demais

    Quando eu to de férias choro em posição fetal

    Porque apesar das férias tem o vazio existencial

    Eu to de férias, eu to de férias

    A mensagem foi dada, e você recebeu

    Se você tá de férias, tá feliz que nem eu

    Agora se é mais um que tá preso na labuta

    Lembra que a gente tá de férias, filha da puta… Peraí, porque que parou a música?

     

     

    29 de novembro de 2014
12345...