Alfabeto

LETRA

A arte anda assim amigos, uma anomalia

Atrasado, anti-herói, amante da anarquia

Baita besteira, boatos de botecos

Bolaños, bolado, barrigas, bonecos

Cada cavaleiro caindo no concreto

Chego no céu, caço o certo

Discreto, distouo daqueles dali

Direto, detesto e duvido daqui

Épico epilogo, uma epidemia

Escrevo estruturas, estórias, etnias

Filhos, famintos, focados na falha

Faço do feito o fim, a Farfalha

Ganho de goleada, a gente se garante

Gente genuína gera gestos gigantescos

Do hábito a honra, histórias de horror

Um Hobbit, um hipster, Honesto no humor,

Um Integrante indispensável, um insight Inovodor

Invado intelectos, invento o inventor

Justifico o jogo,  jingles no Jantar

De julho a janeiro, o jeito é Juntar

A King, a Knight, Kenan & Kel

Karate Kid, Kirby, Kal-El

Lucrando de longe, levando de lado

Ligando like Lego, levanto um legado

Momentos, mentiras, o mundo é a Matrix

Mirando na Marvel mudando a matriz

Novo, nacional, norma, ninhada

Nunca, ninguém, neca, nada

Observo, olho, ouço, owno

One, Oráculo, “Yoko Ono”

Poemas perdidos, piratas, papel

Um pobre palhaço pedindo um pincel

Questiono quieto, quase um quadro

Quente, quântico, quatro ao quadrado (42)

O rato roeu a roupa do rei

Roma não rolou, eu remarquei

Sonhando sempre, simples, seco

Sigo sorridente, sentindo o sossego

Troco de terno, um Tiro no teto

Transcendo no tempo, transformo o Trajeto

O universo é Um, unido, Ultron

Único, Universal, urrando em unisom

Viajo na voz, voando ao vento

Viral e veloz no vídeo vai vendo

The Wild Wild West, Will Smith,  Wall-E

We are a Wonder Wall wannabe

Xerox xingando em “CarioqueiX”

Xinforínfola, Xeque-Mate, Xadrez

Young all year, yoshi, Yeti

“A Youtuber you are” Yoda yalling

Zanzando, zumbi, zueira zunida

 Zigmoud Zen, eu zerei a vida

22 de dezembro de 2014